Das delicadezas do amor

Um acúmulo bonito de coisas que não consigo nem mostrar.

17 de maio de 2011

Me ame, mas me ame baixinho, quietinho. Sem ninguém saber.. Conserva esse amor que tanto nos custou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário